segunda-feira, 14 de maio de 2018

missões


Um apelo divino à evangelização

Texto base: Pv 24:11-12
FOTO DE CAPA BOLETIM3
A Bíblia é um livro em que Deus chama o homem ao arrependimento, à comunhão, a “voltar para casa”, e este se esconde, foge e se distancia pela dureza de seu coração. Mas muitos ouvem a voz do bom pastor e se entregam aos seus cuidados.
Como Deus vê o mundo hoje?
Gente trabalhando, se esforçando para ganhar dinheiro, mas insatisfeita e vazia no coração (Is 55:1-2). Pessoas seguindo seus próprios caminhos, confusas, com mentes dominadas pelo príncipe das trevas, por isso perdidos (Is 55:7-9; Ef 2:1-2; Lc 19:10). Indivíduos sendo levados para a morte, cambaleando para serem mortos (Pv 24:11).
O mundo hoje parece com a primeira e única viagem do Titanic. O casco está furado, mas a festa continua. Os barcos salva vidas estavam próximos, mas muitos não se prepararam para sair do navio.
Qual a vontade de Deus para o mundo?
“… Deus nosso Salvador, deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade” (1Tm 2:3-4). “… Ele é longânimo para conosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento” (2Pe 3:9). “Por que o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido” (Lc 19:10).
O que Deus espera da igreja nesses últimos dias?
Que ela evangelize, que se esforce para ganhar vidas para o Senhor. “Livra os que estão sendo levados para a morte e salva os que cambaleiam para serem mortos” (Pv 24:11; Mt 9.35-38).
Por que evangelizar?
  1. Para a glória de Deus. Jesus em tudo procurou a glória de Deus, e no final ele disse: “Eu te glorifiquei na terra, consumando a obra que me confiastes para fazer” (Jo 17:4);
  2. Por amor aos perdidos. Jesus compadeceu-se das multidões porque estavam aflitos e exaustos, como ovelhas sem pastor (Mt 9:36). Paulo se sacrificava e sofria oposição, chicotadas, pedradas, naufrágios, por causa dos que não tinham ouvido o Evangelho (2Tm 2:10);
  3. Por obediência. A Grande Comissão de Mt 28:18-19 e Mc 16:15-16 foi estabelecida para ser obedecida. O apóstolo Paulo chegou a dizer: “ai de mim se não pregar o evangelho” (1Co 9:16). A evangelização é uma santa semeadura. Jesus ensinou que há uma urgência (Jo 4:35) de anunciar as boas novas, porque os campos estão prontos para a colheita. A evangelização nos dá muita alegria (Jo 4:36). Deus nos dá o privilégio de sermos seus atalaias, arautos, cooperadores, ministros e embaixadores e no final de tudo ainda receberemos a coroa da justiça. A evangelização é anunciar as boas novas, assim como o semeador lança a semente no solo.

Nenhum comentário: