segunda-feira, 21 de novembro de 2016

 DIA DE AÇÃO DE GRAÇAS

"E sejam agradecidos a Deus em todas as ocasiões" (1 Ts 5:18).
 Dia de Ação de Graças! Passa despercebido por quase todos, mas é o dia 28 de novembro. Não noto sequer referência na mídia secular. País de tradição cristã não evangélica, não se importa em parar para reconhecer que "Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor" (Sl 33:12). Há interrupções para outros eventos – cívicos, esportivos, políticos, históricos – até datas religiosas são cultuadas como datas nacionais. E isto sem opção de escolha. Até entre nós, evangélicos, a data passa sem muita importância. Talvez por isso falte mais da bênção do Senhor sobre nossas vidas e bens, pois o leproso agradecido daquele grupo foi o único a receber a bênção maior – a salvação. Todo o patrimônio físico de uma nação é, antes de tudo, patrimônio de Deus. "Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam" (Sl 24:1) – mas a criatura que "pertence" comporta-se como o "dono da propriedade". Deus nos deu a terra – mas poucos agradecem por isso. Quando se compara a prosperidade da outra América em relação à nossa, o caminho passa por aqui: reservar um dia para ser o Dia de Ação de Graças. O primeiro ato em terras brasileiras foi uma celebração sem fundamento bíblico; o primeiro ato em terras na chamada Nova Inglaterra foi um culto de Ação de Graças, que se repete a cada mês de novembro, com celebração que suplanta as maiores datas comemorativas daquela nação. Dá para notar os resultados e estabelecer as diferenças. Deus honra quem O honra. Não deveríamos também prestar honra maior ao nosso Deus?!

Ensina-me, Senhor, a sempre expressar agradecimento a tudo que acontece em minha vida.