quarta-feira, 6 de abril de 2016

Sem tempo no domingo?





como seria se os cultos fossem na segunda-feira às10h45 e às 18h. Você conseguiria chegar ao templo? Daria tempo para sair do trabalho, passar em casa para reunir a família e chegar ao culto no horário? É óbvio que na cidade de São Paulo isso seria impossível para todos que estão em atividade no mercado de trabalho e não seria nada fácil mesmo para aqueles que já estão na condição de aposentados.O domingo dos primeiros cristãos era dia útil.
Facilmente esquecemos disso! Fico curioso para saber como os comerciantes de Jerusalém arrumavam tempo para deixar o comércio e ir até a casa onde os irmãos estavam reunidos para adoração. Gostaria de saber como os cristãos da cidade de Corinto conciliavam cargos públicos com a frequência às reuniões da Igreja em pleno dia útil. Lembro que Corinto não era pequena para os padrões da época pois tinha cerca de 650 mil habitantes. Com o crescimento do cristianismo, a situação
mudou. O primeiro dia da semana transformou-se no dia de descanso. Mas antes que isso ocorresse, certamente muitos cristãos dos primeiros séculos foram perseguidos por conta do exótico costume de irem à igreja em pleno dia útil.
O domingo não deve ser observado com espírito legalista, pois é fato que a vida moderna requer o trabalho ininterrupto de diversos setores para que possa seguir na sua normalidade (transportes, saúde, segurançaetc). Entretanto, não podemos esquecer a importância do dia de descanso e de adoração na vida do cristão. Deus designou particularmente um dia em sete para
ser um sábado (descanso) santificado por Ele; desde o princípio do mundo, até a ressurreição de Cristo, esse dia foi o último da semana; e desde a ressurreição de Cristo foi mudado para o primeiro dia da semana, dia que na Escritura é chamado Domingo, ou dia do Senhor, e que há de continuar até o fim do mundo como o sábado cristão.Separar um dia para descanso e adoração lembra-nos
que não somos máquinas e que o tempo é um presente de Deus e não mais uma mercadoria. Lembra-nos também que Deus é a verdadeira fonte de nossa força. O dia de descanso e adoração serve principalmente para prevenir a soberba humana:Não digam, pois, em seu coração: “A minha
capacidade e a força das minhas mãos ajuntaram para mim toda esta riqueza”. Mas, lembrem- se do Senhor, o seu Deus, pois é ele que lhes dá a capacidade de produzir riqueza... (Deuteronômio 8.17-18/NVI).Se o seu domingo já não é mais dia de descanso e
adoração, junte-se aos primeiros cristãos e arrume lugar para adorar em pleno dia útil. Confie em Deus para guiá-lo na reorganização de suas prioridades na vida pessoal e profissional.

Nenhum comentário: