HOMESCHOOL

EDUCAÇÃO CLÁSSICA: O QUE É?

classical2beducation
Ao pensar sobre homeschooling você provavelmente já se deparou com o questionamento: o que vou usar como guia, como currículo? Onde vou achar algo em português?
Bom, quero apresentar a vocês a Educação Clássica, através do Trivium. Oi?! Que isso?! Calma, tudo será bem explicadinho. Antes, alguns fundamentos precisam ser lançados. Primeiramente, a educação clássica não é bem um método, mas um caminho para ser trilhado durante o processo de formação dos seus filhos. Em segundo lugar, é um modelo de educação muito diferente do da escola; é necessário se desvencilhar da escolarização, desse tipo enrijecido e pré-fabricado.
Qual o objetivo da Educação Clássica?
Como Harvey e Laurie Bluedorn disseram, “o objetivo de um estilo clássico de ensino doméstico é o de acompanhar as crianças nas habilidades que as farão capazes de ensinar a si mesmas no que quer que necessitem aprender por toda a vida”. Portanto, ela não visa passar informações, nem ter um professor grudado na cola do aluno o tempo todo ajudando-o a preencher uma prova de múltipla escolha. Ela quer preparar a criança para a vida, de forma a prepará-la para a vida adulta madura, levando-a a ser capaz de aprender o que precisarem.
Se pensarmos na educação clássica cristã, podemos “limitar o sentido de “clássico” para incluir somente o que seja de boa forma e valor duradouro (=clássico), e que seja conforme um padrão bíblico dentro de uma cosmovisão bíblica (=cristã). Nós devemos peneirar cuidadosamente tudo que é clássico no sentido humanista através da peneira crítica das Escrituras, e nós devemos dar ao que quer que passe por esta peneira um novo sentido dentro da cosmovisão bíblica (=cristã)” (Harvey e Laurie Bluedorn, 2001).
O que é o Trivium?
A educação clássica se estrutura através de três etapas do Trivium. E o que é isso? Do latim, Trivium significa “três vias”, ou “três caminhos”. O ensino dos antigos era baseado nesses termos, que consiste em três fases: Gramática, Lógica e Retórica.
Na Gramática, a criança desde beeem pequeninha vai memorizar os fatos, eventos, datas… ou seja, “o que, quando, onde”. (Quantos dentes tem um crocodilo? Qual o nome de certa flor? O que aconteceu em 1500 no Brasil? Memorizar poemas e passagens bíblicas, etc etc). É a memorização de longo prazo, ao contrário da que temos na escola.  Ela é a fase fundamental, onde serão lançadas as bases. Na Lógica, a criança/adolescente começa a perguntar os porquês, já demonstra pensamento um pouco mais analítico, faz conexões entre os fatos que ela viu lá na fase da Gramática e tira as conclusões. É necessário ter uma capacidade de leitura fluente, para que haja um bom desenvolvimento, além de ter firme os conceitos básicos da matemática. Já na Retórica, o jovem se expressa de modo mais polido, mais convincente, mais maduro… Nessa fase ele é capaz de observar e identificar os argumentos apresentados pelos outros, sabendo se é um argumento adequado, verdadeiro, etc. Resumindo, foca em como se expressar, no pensamento abstrato e  na articulação.
É importante frisar que o Trivium não é um currículo pronto, desses que você pega o livro e as atividades e aplica com seus filhos. Ele é um modo como educá-los, passando pelos três estágios de desenvolvimento da criança para ensiná-la.
Como disseram Harvey e Laurie Bluedorn: “O método clássico sempre foi bem sucedido por milênios porque ele se conforma à natureza das coisas criadas. Ele funciona porque bate com a realidade. Se nós alguma vez aprendemos algo, foi pelo método do trivium – quer saibamos, quer não. Porém, é sempre melhor saber o que estamos fazendo, e é isso que tentamos ajudar os homeschoolers a fazer.”
Deu para notar como é diferente da escola, certo? Mas isso não é um problema, não há motivos para se desesperar… esse texto é uma brevíssima introdução sobre esse assunto. Pesquise mais sobre o tema e leia o pequeno texto EDUCAÇÃO CLÁSSICA? HEIN? do blog Família de Trigo para saber um pouquinho mais.

Nenhum comentário: